quinta-feira, 3 de abril de 2008

Smells like esteva

Adaptado de http://mycarsongs.blogspot.com/2008/03/smells-like-esteva.html

"Se pudesse trazia sempre comigo uma garrafita com aquele cheiro único a esteva.


Armazeno na minha caixinha de cheiros psicológicos, este mesmo perfume selvagem...onde se juntam o cheiro a praia, o cheiro a chocolate quente, o teu cheiro, o cheiro das brisas de finais de tarde de verão, o cheiro a casatanhas assadas, a terra molhada nos primeiros dias de chuva... entre outros fantásticos..


Este particular cheiro a esteva faz parte de um único cenário que encontro sempre nas terras mágicas da Costa Vicentina...
Paraíso do qual gosto de sentirr que faço parte. Nem que seja pelo facto de amar o sítio e sentir que há qualquer coisa que me faz voltar sempre que posso.Não me canso de publicitar, mas alerto sempre... porque é certo que tal como outros paraísos... poderá estar em vias de se extinguir..


Por enquanto é paisagem protegida e não há pato bravo que consiga construir por lá... apesar das pressões economicistas e de ser um potencial alvo de investimento... e depois porque o vizinho "Algarve" está a rebentar pelas costuras e já não há espaço para mais aldeamentos e condomínios de luxo ou pseudo-luxo...


A costa vicentina faz parte de mim, faz parte dos meus sonhos e das minhas necessidades de fuga à loucura das nossas rotinas.Para quem procura silêncio, paz e bons cheiros psicológicos para coleccionar, podem fazer esse favor a vocês mesmos e rumar a sul (pela A2 pode ser...), virar à direita para Sines... E seguir a estrada de paisagens únicas que borda o litoral, passando por Porto Covo, Vila Nova, Zambujeira, Arrifana, e desfrutar de um merecido descanso em Sagres."


Por entre todas estas paragens, não esquecer os pontos fundamentais, uns petiscos em Porto Covo; os croissants da Mabi; um delicioso repasto na Tasca do Celso; o porco preto do Malavado; o paraíso chamado Fataca Rasta Farm; o Sudoeste de sempre; as mais belas praias, aquelas que só nós sabemos onde ficam; o mar da Arrifana; as ameijoas e caracóis; as pizzas de Pedralva; e para rematar em beleza, os percebes de Vila do Bispo...


Whatever, "abram as janelas do carro e deixem-se "encantar" pelo perfume da esteva... essa erva rasteira que faz milagres por mim e por quem, como eu, se apaixona por lá..."

8 comentários:

Anónimo disse...

Muito bom, que saudades desse paraiso

Anónimo disse...

Nas berças de onde venho, não se chamam estevas, mas bilros. E de facto o cheiro é inesquecível. Assim como a sensação da resina presa nos dedos quando se tenta apanhar uma flor.
Saudades das berças e da Fataca.

andreia disse...

Saudoso, inesquecível, com os melhores amigos, pessoas especiais! Uns mais longe, outros mais perto, uns mais ocupados, outros menos; mas todos fazemos da nossa Fataca "something magic"... The Spot!

Zeny**

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Fataca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Seja lá quem o tenha escrito...
Seja lá quem o idealizou...
A verdade é que existe gente a quem toca...

diogo disse...

Muito bom...

Quase que cheiro o que escreves...
Estavas a escrever em grande